Home / Health ARQ / Arquitetura / Ala Pediátrica do Hospital Universitário de São Carlos ganha nova pintura e desenhos infantis

Ala Pediátrica do Hospital Universitário de São Carlos ganha nova pintura e desenhos infantis

Durante a reforma da Unidade de Internação Infantil do Hospital Universitário da Universidade Federal de São Carlos (HU-UFSCar), o ambiente foi transformado pela pintura de desenhos infantis. O objetivo foi o de trazer um pouco de luz, alegria e imaginação, deixando o espaço mais acolhedor.

A inauguração da arte na ala pediátrica ocorreu no último dia 1º de agosto, com a presença da artista plástica responsável, Anny Lemos, funcionários do HU e o grupo Risólis, um grupo de palhaços constituído por alunos da UFSCar.

A gerente de Atenção à Saúde, Valéria Gabassa, lembrou que o hospital está passando por uma ampla reforma da estrutura que atualmente está em funcionamento: pronto-atendimento adulto e infantil, unidades de internação adulto e infantil, serviço de apoio diagnóstico e todas as áreas de apoio. “A nossa arquiteta, Anali Furlan, fez contato com a artista plástica Any Lemos, que desenvolveu o projeto de pintura. O resultado superou nossas expectativas.

A artista plástica destacou a importância de um hospital pensar em arte e na humanização do espaço de atendimento. “Como no espaço não há janelas, as representei em forma de arte, pois elas trazem uma ideia de amplitude e desenvolve o lúdico nas crianças internadas”, explicou Any Lemos.

As cores e o tema da pintura são ferramentas para um cuidado humanizado, lúdico e empático dos profissionais. É o que salienta a enfermeira Elizelaine Cicogna. “As cores alegres e as imagens que transpassam a realidade das atividades aqui presentes possibilitam um ambiente saudável para as intervenções dos profissionais que podem se utilizar da própria imaginação e diminuir o estresse aos olhos das crianças”, afirmou a enfermeira.

Para a terapeuta ocupacional Mariana Ortelani, “um ambiente revitalizado visa proporcionar um espaço interativo e lúdico para a contribuição na melhora emocional das crianças e familiares que utilizam este espaço com o objetivo de minimizar os impactos da internação em seu cotidiano, proporcionando a continuidade do desenvolvimento infantil e das trocas sociais”.

Mariângela de Araújo, mãe de uma paciente internada, aprovou a reforma. “A pintura ficou muito bonita e minha filha também gostou. Está bem melhor agora do que da outra vez que ela foi internada, quando as paredes eram brancas”, ressaltou.

Sobre

Veja também

Secretário da Saúde de Tocantins faz visita técnica para avaliar reformas nas unidades hospitalares

O secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, percorreu as unidades hospitalares do Estado para …