Home / Saúde Online / Estados americanos fazem progresso na TI para saúde

Estados americanos fazem progresso na TI para saúde

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os estados americanos devem implementar uma arquitetura amplamente empresarial para o compartilhamento de informações de saúde, especialmente enquanto os CIOs continuam a ter diferentes papeis sob o âmbito da reforma da saúde. Esse foi um dos tópicos de um novo estudo feito pela National Association of State Chief Information Officers (NASCIO) e pela Healtchcare Information and Management Systems Society (HIMSS).

Os CIOs dos estados agora desempenham papel crucial nas estratégias, supervisão e governança de TI de saúde e, daqui para frente, consolidação e otimização se tornarão as principais prioridades enquanto eles aumentarem a influência de TI entre múltiplas iniciativas.

O estudo – que examinou como os CIOs dos estados visualizam a atual situação das iniciativas de TI de saúde – recebeu uma taxa de resposta de 48%, ou seja, 26 CIOs dos Estados Unidos e seus territórios. Segundo as descobertas, estes CIOs têm inúmeros papeis e responsabilidades em áreas como Medicaid Management Information System (MMIS), sistemas elegíveis da Medicaid, governança de dados, gerenciamento de identidade (IdM – identity management), health insurance marketplaces (HIX), nível de compartilhamento de informações de saúde no estado (SLHIE – state-level health information exchanges) e serviços compartilhados e colaborações.

A pesquisa descobriu que 71% dos CIOs estaduais afirmaram ter um papel significativo no SLHIE, o que permite o compartilhamento de informação de saúde eletronicamente. Outras descobertas mostram que os estados parecem estar terceirizando sistemas MMIS e funções de centros de dados. 78% deles disseram que seu estados terminarão a modernização MMIS até 2014, enquanto 72% afirmaram que seu estados irão implementar um novo sistema elegível Medicaid até 2014. É estimado que o custo desses sistemas seja entre 30 e 154 milhões de dólares. Quando pedidos para denominar a capacidade menos madura nos estados, 80% dos executivos que participaram da pesquisa disseram não ter estrutura de governança.

Os estados se dividem quanto aos seus planos de integração de elegibilidade Medicaid e sistemas de matrícula com health insurance marketplaces (HIX), que permite que as pessoas e os funcionários comparem e avaliem os planos de seguro de saúde. 94% dos CIOs disseram que 50% ou menos de suas necessidades de componentes de TI para HIX forma completadas. Quando ao SLHIE, a grande maioria dos CIOs disse usar um compartilhamento de informação de saúde designado ao estados; 69% desses compartilhamentos estão em produção ou compartilhando dados ativamente.

O último componente do estudo se focou no compartilhamento de serviços e colaboração. 96% dos estados usam serviços compartilhados para iniciativas de saúde. Serviços compartilhados são em sua maioria usados para elegibilidade da Medicaid (86%), MMIS (55%), SLHIE (41%) e HIX (36%), enquanto 32% usa serviços compartilhados para outras iniciativas de saúde.

Sobre

Veja também

Carlos Eduardo Gouvêa, do IES, fala sobre as ferramentas de Governança e Compliance como estratégia para garantir a sustentabilidade do mercado de saúde

O Brasil avançou rumo a uma maior transparência na área da saúde. É o que …