Home / Saúde Online / Professor de Harvard e membro da ISQua destaca importância do registro e compartilhamento de dados em congresso sobre tecnologias emergentes no cuidado aos pacientes

Professor de Harvard e membro da ISQua destaca importância do registro e compartilhamento de dados em congresso sobre tecnologias emergentes no cuidado aos pacientes

Imagine estar no Rio de Janeiro e atender um paciente residente no Amazonas. Agora, imagine estar com um paciente na mesa de cirurgia em São Paulo e pedir uma segunda opinião sobre o caso a um especialista que está fora do país. Graças a dispositivos e sistemas de monitoramento remoto de pacientes, uma das tecnologias emergentes no cuidado aos pacientes, essa já é uma realidade em algumas instituições de saúde.

O assunto será o tema da primeira mesa de debates do IV Congresso Internacional CBA 2017, promovido pelo Consórcio Brasileiro de Acreditação (CBA) em parceria com a Joint Commission International (JCI), maior agência verificadora da qualidade em saúde do mundo, que acontece entre os dias 17 e 19 de setembro, no Rio de Janeiro.

Na abertura do evento, o presidente do Conselho da Associação Americana de Informática Médica desde 2007, o médico David Bates, especialista de renome internacional na área de segurança do paciente e tecnologia de informação aplicada ao cuidado, abordará como o uso da tecnologia da informação para melhorar os cuidados de saúde. Bates, que é diretor de inovação do Brigham and Women’s Hospital, professor do Departamento de Política e Gestão da Saúde da Harvard School of Public Health e integra a diretoria da ISQua (International Society for Quality in Health Care), adianta que vai se concentrar no aumento da segurança e da qualidade com as novas tecnologias, especialmente, através da educação e do compartilhamento do conhecimento. Ele, que há mais de 30 anos atua em todo o mundo com o objetivo de fortalecer a busca pela qualidade e segurança em serviços de saúde, enfatiza que o Registro Eletrônico de Saúde facilita a medição da qualidade, segurança e os resultados.

Ficará a cargo de Cláudio Lottemberg, CEO da United Health Group Brasil, a conferência seguinte. Sheri Dodd, vice-presidente e diretor geral daMedtronic Care Management Services, empresa multinacional que usa a tecnologia para tratar as doenças crônicas e debilitantes falará sobre a experiência da empresa com o monitoramento remoto de pacientes. John Li – Diretor do Research and Analysis Company/Optum abordará o temaIntegração de dados e desenvolvimento de modelos sofisticados de cuidados e compensação baseados em resultados. Otávio Berwanger, diretor do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital do Coração de São Paulo, e Evandro Tinoco, diretor clínico do Hospital Pró-Cardíaco (RJ), vão debater o tema, com moderação de Marcelo London, diretor clínico do Hospital Copa D’Or (RJ).

Ainda no dia 18, a líder médica da Optum international, empresa de serviços de saúde e inovação, Aline Medeiros, vai falar sobre os caminhos para a remuneração baseada em valor. Com a moderação de Antonio Jorge Kropf, diretor da Amil, André Alexandre Osmo, superintendente de Novos Negócios e de Projetos de Saúde do Hospital Sírio-Libanês, Flávio Bitter, diretor técnico-operacional da Bradesco Saúde e vice-presidente da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), e Ronaldo Kalaf, diretor da Regional ABC do Grupo NotreDame Intermédica serão os debatedores.

O segundo dia do evento, será aberto pela CEO da JCI, Paula Wilson, debatendo o tema central do evento com Jefferson Gomes Fernandes, coordenador de Desenvolvimento e Tecnologias Emergentes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (SP) e Ana Rafaela Prado e Rita Kadic, respectivamente, chief Medical Officer e Diretora de Eficiência e Melhoria Contínua do Hospital José de Almeida (Portugal). Logo após, a diretora do KPMG Healthcare Advisory, Eveline Van Beek, vai apresentar um caso de Nova Iorque sobre cuidados baseados em valores, com moderação de Thiago Constancio, CEO do Medportal, e comentários de Cesar Abicalaffe, CEO da 2iM – Inteligência Médica

Medicina Digital, diagnósticos, consultoria e educação continuada à distância será o tema abordado por Roberto Botelho, presidente da International Telemedical Systems do Brasil (ITMS do Brasil). Já Andrew Norden, Deputy Chief Health Officer at IBM Watson Health Unit abordará os desafios para o cuidado de saúde na Oncologia.

“Estamos vivendo um momento interessante de mudanças nos cuidados aos pacientes e muito disso se deve às novas tecnologias. Então, é muito importante que lideranças, gestores e diretores tenham conhecimento e dialoguem sobre esse assunto”, afirma Maria Manuela Alves dos Santos, superintendente do CBA. Segundo ela, muitos estão querendo aprender e há aqueles que ainda têm receio, pois não conseguem ver os benefícios que as novas tecnologias podem trazer. “Por isso, convidamos instituições que já estão trabalhando com essas tecnologias, já têm dados para mostrar e experiência no Brasil”, explica.

Pré-Congresso

Além de contar, ainda, com debates e exposições sobre as inovações na gestão dos hospitais, o uso de inteligência artificial e sistemas de apoio à decisão clínica e educação continuada à distância, o evento promove três cursos livres, ministrados por especialistas do CBA no chamado pré-Congresso, que acontece no dia 17.

Os cursos vão abordar os temas Introdução aos Padrões do Manual de Cirurgia Segura do CBA e do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC); e Introdução à Acreditação Hospitalar (6a Ed. Manual de Padrões de Acreditação da Joint Commission International para Hospitais).

Sobre Saúde Online

Verifique também

Carlos Eduardo Gouvêa, do IES, fala sobre as ferramentas de Governança e Compliance como estratégia para garantir a sustentabilidade do mercado de saúde

O Brasil avançou rumo a uma maior transparência na área da saúde. É o que …