Home / Saúde Online / Mais de 13 mil atendimentos gratuitos de saúde são realizados por instituição de ensino superior em 2016

Mais de 13 mil atendimentos gratuitos de saúde são realizados por instituição de ensino superior em 2016

Um espaço aberto à população e que integra profissionais das áreas de enfermagem, educação física, fonoaudiologia, nutrição, fisioterapia, serviço social e psicologia, além do centro de tratamento de feridas, o Instituto de Saúde do Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge), comemora 13 mil atendimentos realizados em 2016. O projeto interdisciplinar é realizado por alunos das graduações com supervisão dos professores e é destinado à construção de conhecimento e à prática profissional em benefício da sociedade.

Segundo a coordenadora do Instituto de Saúde, Lília Dória, academicamente o intuito da unidade é formar profissionais que trabalhem em equipe e promovam a saúde de maneira integral. “Nosso escopo de trabalho é baseado na interdisciplinaridade entre os cursos, sempre atendendo as diretrizes curriculares estabelecidas para as IES. O objetivo é oportunizar o aluno a vivenciar práticas e estágios num setor ambulatorial e que vai engajá-lo no trabalho com uma equipe multifuncional, aliando teoria e prática”, esclarece.

A estrutura física do local conta com dois consultórios, laboratórios multidisciplinares de Educação Física, ginásio fisioterápico, piscina aquecida, sala com cabines audiológicas e sala de pilates totalmente mobiliada com os equipamentos para as aulas.

Os atendimentos mais procurados são nas áreas de fisioterapia, psicologia e centro de feridas. No local também são desenvolvidos projetos integrados entre as áreas, como o “Agita melhor idade”, de assistência aos idosos que tem como foco controle da hipertensão e diabetes, além de consultas de nutrição e acompanhamento de fisioterapia.

Atendimento

O serviço do Instituto de Saúde é aberto para toda população de Salvador e Região Metropolitana, mas a prioridade é para os casos que se enquadram nos critérios de vulnerabilidade social. Atualmente, a unidade recebe diversos casos encaminhados por centros de referência, como secretarias de saúde e hospitais públicos, mas também atende à livre demanda. Os pacientes que procuram o local passam por uma triagem, onde são avaliados o tipo de serviço necessário e a disponibilidade de vagas em relação à prioridade do atendimento

Sobre

Veja também

Telemedicina no Sul do país, nova superintendência do HAOC e Santa Joana conquista JCI são os destaques do Direto da Redação

  O Direto da Redação traz os seguintes destaques da semana: Hospital e Maternidade Santa …