J&J e holding do Google querem robô cirúrgico menor e mais barato


A Johnson & Johnson e a unidade de ciências da vida da Alphabet (holding do Google) formaram uma empresa independente para criar sistemas robóticos cirúrgicos muito menores, mais inteligentes e mais baratos do que os agora vendidos por outras empresas, disse a J&J na quinta-feira.

A criação da nova empresa — Verb Surgical Inc. — foi precedida por um anúncio em março pela J&J e pelo Google de seus planos de congregarem tecnologias e conhecimentos para criar equipamentos robóticos para a sala de cirurgia. O Google, desde então, criou sua holding Alphabet, cuja unidade de ciências da vida é agora chamada Verily.

“A divisão Ethicon da J&J, líder mundial em equipamentos para cirurgia geral, desenhou um protótipo básico do robô no ano passado e espera que seja uma alternativa ‘disruptiva’ em relação aos produtos atualmente existentes”, declarou Gary Pruden, presidente mundial do grupo de dispositivos médicos da J&J em uma entrevista à “Reuters”.

Os sistemas robóticos atuais, incluindo os vendidos pela líder de mercado Intuitive Surgical Inc, são do tamanho de um carro compacto e exigem que o cirurgião se sente em um painel de controle a cerca de 3m do paciente, disse Pruden.

O robô da Verb terá cerca de 20% do tamanho dos atuais, permitindo ao cirurgião trabalhar mais perto do paciente e provavelmente será consideravelmente mais barato do que eles, que podem custar US$ 2 milhões ou mais, disse ele.

E enquanto os robôs hoje são usados em grande parte para remover glândulas prostáticas cancerígenas e em cirurgia ginecológica, o sistema da Verb seria projetado para uso mais amplo, incluindo a cirurgia torácica, cirurgia colorretal e procedimentos bariátricos de perda de peso, disse a J&J.

 

Artigo Anterior Pós-graduação da Faculdade do Hospital Alemão Oswaldo Cruz oferece descontos especiais para inscrições antecipadas
Próximo Artigo Cobertura do Prêmio Líderes da Saúde 2015