Home / Saúde Online / Fernando Almeida é eleito novo presidente do conselho diretor da Interfarma

Fernando Almeida é eleito novo presidente do conselho diretor da Interfarma

O executivo Fernando Almeida, general Manager da Chiesi, foi eleito por unanimidade como o novo presidente do Conselho Diretor da INTERFARMA, em reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira de manhã, dia 19, com 100% de presença do Conselho.

Fernando assume o lugar de Victor Mezei, que pediu desligamento das funções da INTERFARMA. “É um excelente nome para dar continuidade à gestão”, disse Mezei, que havia indicado Almeida para sucedê-lo.

Também por unanimidade, José Antônio Vieira, general Manager da Novartis, assumiu a vice-presidência do Conselho.

Almeida é formado em administração de empresas com MBA em General Management pelo INSPER de São Paulo. General Manager da Chiesi desde janeiro de 2013, o novo presidente do Conselho começou a sua carreira na Janssen-Cilag, com passagem pela AstraZeneca e pela Roche.

No total, ele já acumula 29 anos de experiência no mercado farmacêutico, atuando em diversas posições e liderando diferentes projetos. Desde abril de 2016, Almeida exercia a função de vice-presidente substituto do Comitê de Gestão da INTERFARMA.

“Estou muito feliz pela confiança e pela indicação que recebi do Victor Mezei. E também pelo apoio do Antônio Britto, presidente-executivo da INTERFARMA, e de todos os conselheiros. Existe, evidentemente, um projeto de continuidade por eu já estar no Comitê de Gestão. Como tenho sempre feito ao longo desses anos na INTERFARMA, meu objetivo é colaborar com os projetos da entidade, com as oportunidades que temos e ajudar o Britto na gestão da entidade”.

Sobre a INTERFARMA

Fundada em 1990, a INTERFARMA possui atualmente 55 empresas associadas. Hoje, esses laboratórios são responsáveis pela venda, no canal farmácia, de 82% dos medicamentos de referência do mercado e também por 33% dos genéricos produzidos por empresas que passaram a ser controladas pelos laboratórios associados. Além disso, as empresas associadas respondem por 46% da produção dos medicamentos isentos de prescrição (MIPs) do mercado brasileiro e por 52% dos medicamentos tarjados (50% do total do mercado de varejo).

Sobre

Veja também

Telemedicina no Sul do país, nova superintendência do HAOC e Santa Joana conquista JCI são os destaques do Direto da Redação

  O Direto da Redação traz os seguintes destaques da semana: Hospital e Maternidade Santa …