Brasil é destaque no maior evento de radiologia do mundo

7
Este ano, a Sociedade de Radiologia da América do Norte (RSNA) continua as celebrações pelos seus cem anos de existência, consolidando o seu encontro anual como o maior evento de radiologia do mundo. E, mais uma vez, o Brasil ocupa lugar de destaque entre os grandes centros de saúde mundiais, representado pela Clínica de Diagnóstico por Imagem (CDPI), instituição brasileira com o maior número de trabalhos aprovados: foram, ao todo, 48 estudos este ano, o que representa cerca de 60% da produção nacional em 2015. A 101ª edição acontece de 29 de novembro a 5 de dezembro, em Chicago, nos Estados Unidos.
Segundo o professor doutor Emerson Gasparetto, diretor médico da CDPI, o investimento em ciência e tecnologia é uma premissa da clínica. “A CDPI sempre procurou atuar no campo acadêmico com compromisso científico e social; é um grande reconhecimento participar da RSNA e nos orgulhamos de termos sido destaque nos últimos sete anos, com o maior número de resumos aceitos, e ter vários médicos participando do evento”, conta o neurorradiologista.
Entre os 48 estudos que serão mostrados pela CDPI em 2015, a área de medicina interna obteve destaque com 21 resumos, juntamente com as pesquisas sobre imagem musculoesquelética, com 14 trabalhos. Leonardo Kayat, radiologista integrante do corpo clínico da CDPI, destaca o grande volume de trabalhos científicos que a CDPI vem realizando. Segundo ele, a clínica possui cerca de 50% de toda a produção brasileira na RSNA entre 2008 e 2014. “Mesmo participando desse evento de grande magnitude há sete anos, a CDPI permanece como destaque na produção científica nacional, e o número de estudos aprovados cresce a cada ano, isso é motivo de muito orgulho para nossos profissionais”, revela Kayat.