APL da Saúde traça panorama do setor em Ribeirão Preto

As primeiras ações voltadas para fortalecimento do Arranjo Produtivo Local (APL) da Saúde de Ribeirão Preto já estão acontecendo. Entre elas, a definição do posto de gerente executivo da Associação que ficou à cargo de Eduardo Molina, ex-gerente do CIESP Ribeirão Preto, e o início de um diagnóstico com as empresas membros, com objetivo de traçar um panorama do setor.

Com o panorama é possível identificar as necessidades comuns de treinamento, consultorias e compras. Dados consolidados do APL, como número de empregos, faturamento e exportação, serão exigidos por órgãos governamentais para a concessão de apoios.

Com base no diagnóstico, os grupos de trabalho também irão se reunir para traçar estratégias de acordo com a necessidade de cada segmento: equipamento médico, hospitalar e odontológico; fármacos e biotecnologia; cosméticos; e,  saúde animal. Essas reuniões acontecerão entre os dias 29 de julho e 19 de agosto.

A Fipase e o SEBRAE também estão organizando ações de acesso ao mercado.  As duas entidades estão articulando uma missão para a Medica, maior feira mundial de negócios em saúde, com sede em Dusseldorf (Alemanha).

Outra atividade desenvolvida pela Fipase e que deve beneficiar as empresas ligadas ao APL da Saúde é a organização de um estande coletivo para o CIOSP 2015 (Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo). Assim como aconteceu nas últimas edições de CIOSP e Hospitalar, empresários compartilharão estruturas comuns do estande, reduzindo custos de participação no evento.