Novos equipamentos vão garantir ampliação do tratamento de radioterapia no SUS

0
57

Mais 100 aceleradores lineares devem estar em pleno funcionamento até 2019

Para ampliar o acesso ao tratamento de câncer no País, o Ministério da Saúde redefiniu os serviços para distribuição de 140 aceleradores lineares (emissores de radiação) pertencentes ao Plano de Expansão da Radioterapia. A medida garantirá a cobertura no Sistema Único de Saúde (SUS) de mais de 70 milhões de brasileiros. A meta é que até 2019 todos os aparelhos estejam em funcionamento, atendendo 100% do público-alvo.

Cerca de R$ 500 milhões foram investidos para a aquisição de 100 aceleradores lineares, além da realização de projetos e obras. Os outros 40 aceleradores serão adquiridos com recursos de convênios

Atualmente, o Brasil possui 243 aparelhos para tratamento de radioterapia na rede pública em funcionamento. Até 2019, considerando a inclusão de novos aparelhos, substituições e habilitações, o País passará a ter 331 aceleradores lineares disponíveis para atendimento à população.