Salvador Gullo Neto, Diretor de Provimento de Saúde da Unimed Porto Alegre, é debatedor de Fórum durante a SAHE 2018

0
20

Durante a SAHE – South America Health Exhibition, feira premium que acontece de 13 a 15 de março, em São Paulo, será realizado o I Fórum de Gestão Hospitalar, comandado por Alceu Alves da Silva, executivo com sólida experiência na Saúde brasileira.

Salvador Gullo Neto, Diretor de Provimento de Saúde da Unimed Porto Alegre, participará do fórum durante o debate sobre “Produtividade no Relacionamento com as Operadoras”. Salvador é Mestre e Doutor em Medicina pela PUC-RS e professor Adjunto da Escola de Medicina da PUC-RS.

A Produtividade será o grande tema que permeará os debates e palestras do I Fórum de Gestão Hospitalar, que acontece de 13 a 14 de março durante a feira premium SAHE – South America Health Exhibition.

Entre as presenças confirmadas estão nomes como Mario Vrandecic, presidente do Biocor Instituto; Lauro Miquelin, da L+M; Alfredo Martini, do Hospital São Rafael; entre outros executivos do setor.

Faça a sua inscrição gratuita para o I Fórum de Gestão Hospitalar. Para assistir a este e a outros congressos que acontecerão na SAHE basta doar 1 kg de alimento não perecível. O montante arrecadado será doado para a Cruz Vermelha de São Paulo.

Confira entrevista com o executivo:

Como o sr. avalia a importância deste tema para a Saúde?

Salvador Gullo Neto: Este tema é de extrema importância. O mundo vive um momento de transformação que exige uma postura diferente dos stakeholders da saúde. A conexão e parceria verdadeira entre operadoras e prestadores, onde ambas as partes possam expressar seus objetivos e identificar caminhos comuns centrados na melhor assistência ao paciente, é o único caminho sustentável que vejo para o setor.

Quais são as expectativas para este fórum, uma vez que está sendo liderado por grandes nomes do setor?

S.G.N: Tenho certeza de que será um grande evento. O setor está muito bem representado por seus líderes, assim como os temas que serão debatidos são muito relevantes.

Para participar dos congressos e fóruns, a SAHE está pedindo a doação de 1 kg de alimento não perecível que será doado para a Cruz Vermelha de São Paulo. Como o sr. avalia esta ação de promover a educação no setor e, ao mesmo tempo, contribuir para uma causa social como esta?

S.G.N: “Avalio que se todos nós, independente do setor em que atuamos, tivermos um pensamento e atitude com foco no coletivo, em pouco tempo podemos construir outro país. Gestos simples como este são capazes de transformar a realidade de muitas pessoas e de disseminar esta cultura do coletivo.”