José Henrique Salvador, do Mater Dei Contorno, é presença confirmada no I Fórum de Gestão Hospitalar na SAHE 2018

0
39

 

Durante a SAHE – South America Health Exhibition, feira premium que acontece de 13 a 15 de março, em São Paulo, será realizado o I Fórum de Gestão Hospitalar, comandado por Alceu Alves da Silva, executivo com sólida experiência na Saúde brasileira.

José Henrique Salvador, diretor de Operações Mater Dei Contorno, participará do fórum durante o debate sobre “Produtividade no Relacionamento com as Operadoras”.

Salvador traz sólida carreira profissional, com passagens em áreas administrativas e de Planejamento Estratégico do Diagnósticos das Américas S.A.(DASA), Hospital Sírio-Libanês, Hospital Albert Einstein e Hospital Mater Dei. Neste último, foi gerente administrativo de 2010 a 2014. Após um período como diretor Comercial da Rede Mater Dei de Saúde, hoje é diretor de Operações do Mater Dei

A Produtividade será o grande tema que permeará os debates e palestras do I Fórum de Gestão Hospitalar, que acontece de 13 a 14 de março durante a feira premium SAHE – South America Health Exhibition. Entre as presenças confirmadas estão nomes como Mario Vrandecic, presidente do Biocor Instituto; Salvador Gullo Neto, Diretor de Provimento de Saúde da Unimed Porto Alegre; Lauro Miquelin, da L+M; Alfredo Martini, do Hospital São Rafael; Fernando Andreatta Torelly, do Sírio-Libanês, entre outros nomes do setor.

Faça a sua inscrição gratuita para o I Fórum de Gestão Hospitalar. Para assistir a este e a outros congressos que acontecerão na SAHE basta doar 1 kg de alimento não perecível. O montante arrecadado será doado para a Cruz Vermelha de São Paulo.

1- O sr. participará do debate sobre “PRODUTIVIDADE NO RELACIONAMENTO COM AS OPERADORAS”. Como o sr.. avalia a importância deste tema para a Saúde?

O tema é de muita relevância. As Operadoras de Saúde são parceiros históricos dos hospitais. O relacionamento, que muitas vezes no passado era truncado e distante, tem estado cada vez mais próximo. A transparência deve prevalecer, e a burocracia, que traz muitos desperdícios, tem que ser minimizada. As maiores perdas na saúde suplementar se dão quando pagadores e provedores não remam no mesmo sentido, que tem de ter o benefício real dos pacientes como o objetivo principal.

2- Quais são as expectativas para este fórum, uma vez que está sendo liderado por grandes nomes do setor?

O objetivo é que esse tema de tamanha relevância seja explorado sobre as diversas perspectivas. Certamente teremos líderes em diversas áreas de atuação, que poderão contribuir com suas experiências práticas e novos projetos que traduzam a estratégia de suas organizações. Será, certamente, um ótimo momento para geração de conhecimento, confirmação de ideias e para se ter acesso ao que mais novo está se fazendo na área.

3- Para participar dos congressos e fóruns, a SAHE está pedindo a doação de 1 kg de alimento não perecível que será doado para a Cruz Vermelha de São Paulo. Como a sra. avalia esta ação de promover a educação no setor e, ao mesmo tempo, contribuir para uma causa social como esta?

Grande iniciativa. A Cruz Vermelha de São Paulo é uma entidade centenária, e que tem papel decisivo na vida de muitas pessoas. Apoiar organizações com esta missão e valores é fundamental.