Governo retoma obras do Hospital Geral de Palmas

0
10

O governador do Tocantins, Marcelo Miranda, autorizou a retomada das obras do Hospital Geral dee Palmas (HGP).

“Coube a mim, sem desmerecer cada governante que deu sua contribuição, depois de tanta luta e momentos difíceis retomar esta obra. Vamos encarar a saúde como nossa família, como prioridade e pensando no futuro. Vamos buscar novos profissionais para que juntamente com os melhores que aqui estão continuem a prestar este trabalho cada dia mais humanizado”. Com estas palavras, o governador Marcelo Miranda autorizou na tarde desta quinta-feira, 7, a retomada das obras do Hospital Geral de Palmas (HGP). O governador também elogiou os servidores da saúde. “Por sua dedicação e trabalho prestado à população, 100% dos servidores, do porteiro ao médico, merecem aplausos”, disse Marcelo, acrescentando que “a retomada da obra é uma parceria do Estado com o Banco Brasil e a determinação é que a partir de hoje, dentro de um ano ou menos, teremos concluído esta obra. Destacamos ainda a parceira com o Ministério da Saúde que, em poucos meses, nos ajudou a liberar os recursos e assim, conseguirmos este feito”, destacou. Ao todo, foram liberados R$ 45.829.308,62 que serão utilizados, prioritariamente, na finalização do bloco de internação, pronto-socorro e centro cirúrgico. Toda a obra de reforma e ampliação do Hospital Geral está orçada em R$ 84,6 milhões. Até o momento, foram executados 20,25% do valor contratado com a empresa responsável pelos serviços. O secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, afirmou que, para atender a demanda que será gerada a partir da ampliação do hospital, já está sendo elaborado um plano para atrair profissionais, buscando uma qualidade efetiva do atendimento.

“Neste plano, vamos fortalecer todas as regiões de saúde para que o HGP seja uma referência para os casos que não possam ser resolvidos nos locais”, disse. Diretoria, servidores e pacientes do hospital comemoram a retomada dos serviços. A diretora Renata Duran reforçou que após a conclusão da obra o processo de humanização no acolhimento do paciente será expandido. “Vamos conseguir colocar os usuários no leito, além de dinamizar os procedimentos eletivos”, afirmou. A servidora Fabia Novaes, que trabalha há 10 anos no HGP, conta que a obra de ampliação acaba sendo de todos os servidores, principalmente daqueles que vieram do antigo hospital da 51.

“Temos uma equipe que vai desde a limpeza até a equipe médica comprometida em prestar relevantes serviços de saúde e que faz tudo com orgulho”, destacou.  Ao lado do esposo, a paciente Edina Ferreira, que reside em Barrolândia, também comemorou a retomada dos serviços. “Com certeza vai ser muito importante para o tratamento do paciente. Essa foi uma boa notícia para mim”, informou.