Com mais de 50 anos de trajetória, Hospital Márcio Cunha (HMC) moderniza serviços e amplia novas áreas

0
16

Oncologia pediátrica da Instituição se torna referência no Leste de Minas, dentro da rede de atenção oncológica do SUS

Em um mundo onde a informação é veloz e as mudanças são diárias, é preciso estar em constante transformação para compreender as demandas da sociedade e continuar sendo um competidor assíduo no mercado. Esta realidade não é diferente para os hospitais do país, que devem se aprimorar constantemente para melhor atender seus clientes.

O Hospital Márcio Cunha (HMC), administrado pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX), é um exemplo de instituição que moderniza os seus serviços e espaços continuadamente. “Nosso compromisso está em fazer mais para o desenvolvimento humano e para a promoção da saúde, com mais qualidade, maior satisfação para os clientes e utilizando recursos financeiros necessários, sem desperdícios”, revela Luís Márcio Araújo Ramos, diretor-executivo da FSFX.

Além de ter alcançado, em junho de 2017, a recertificação do selo ONA com Excelência – Nível III, o Hospital tem multiplicado oportunidades, serviços e ações de responsabilidade social. “Ao mantermos esta certificação, ratificamos a qualidade fortemente marcada em nosso DNA, seguindo os mais altos padrões internacionais”.

Entre as recentes conquistas, Ramos destaca a inauguração de novas áreas do HMC, como a instalação da primeira Unidade de Oncologia Pediátrica do Leste de Minas, a ampliação e modernização da Unidade de Oncologia e do Centro de Terapia Renal Substitutiva; e a criação do Centro de Reabilitação e da Casa das Mães. “As estruturas são arrojadas e unem tecnologia e humanização”, comenta.

Segundo o diretor, esse processo de revitalização integra a 3ª fase do Plano Diretor de Obras da FSFX. Esse projeto contou com recursos próprios da Instituição, do Governo Estadual e também de 23 empresas parceiras, que contribuíram por meio do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e do Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde dos Pacientes com Deficiência (Pronas/PCD), do Ministério da Saúde, através de deduções do Imposto de Renda.

Qualidade e compliance

Em 2016, o HMC obteve excelente índice geral na taxa de infecção, com 1,65%. Segundo diretor-executivo da FSFX, esse resultado tem como base a soma de ações integradas envolvendo equipes do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar, do Núcleo de Segurança do Paciente, a alta gestão e as áreas assistenciais.

Entre as ações desenvolvidas, destaca-se a aplicação dos bundles. “Trata-se do monitoramento dos processos através de visitas às áreas assistenciais e reuniões periódicas da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar com os colaboradores envolvidos, incluindo o corpo clínico”, explica.

Ampliou-se também o foco em compliance na Fundação São Francisco Xavier, mantenedora do Hospital. “A partir da participação do diagnóstico do Programa de Integridade e Transparência na Saúde, promovido pela Anahp em parceria com o Instituto Ethos, asseguramos o cumprimento de todas as imposições dos órgãos de regulamentação”.

Ainda, no campo da assistência, o Ministério da Saúde, por meio da publicação da portaria Nº 2.087 no Diário Oficial da União, oficializou, em agosto, o serviço de oncologia pediátrica do Hospital Márcio Cunha como referência no Leste de Minas, dentro da rede de atenção oncológica do SUS. “Somos a 6ª instituição habilitada no Estado, sendo a única com unidade exclusiva para tratamento oncológico pediátrico”, comemora.

 

Destaque

Unidade de Oncologia: Com 95% dos atendimentos realizados pelo SUS, a Unidade de Oncologia foi ampliada em 3 mil m², ganhando novos espaços como recepção, farmácia e consultórios. A sala para quimioterapias ganhou 43 novas poltronas, aumentando a sua capacidade de atendimento em 40%. A unidade também incorporou dois novos aceleradores lineares, eliminando as filas de espera para os processos de radioterapia.

Unidade de Oncologia Pediátrica: Considerada a primeira unidade de oncologia pediátrica do Leste de Minas, conta com design humanizado, 10 leitos de internação, sala de infusão com poltronas para quimioterapia e brinquedoteca.

Centro de Terapia Renal Substitutiva: Depois de passar por uma grande expansão com melhorias no espaço e atendimento, o Centro de Terapia Renal Substitutiva credencia o HMC como o único centro transplantador da região. Com a revitalização, o espaço ganhou 31 novas máquinas de hemodiálise, passando a operar com 74 equipamentos. Essa aquisição permitiu ao Centro a inclusão de 120 pacientes a mais em tratamento.

Centro de Reabilitação: Inaugurado no começo deste ano, o Centro de Reabilitação do Hospital Márcio Cunha tem como meta realizar 53.640 atendimentos em dois anos. Além de evitar reinternação, esse novo serviço permite inclusão social e mais qualidade de vida ao paciente.

Casa das Mães: Um ambiente pensado cuidadosamente para o acolhimento de gestantes prestes a darem à luz e mães com filhos recém-nascidos internados na UTI Neonatal, a Casa das Mães é um espaço anexo à Maternidade do HMC e conta com sala de estar, quartos com 10 acomodações, copa, banheiros e serviço de alimentação e hotelaria, garante apoio e conforto para mulheres que moram em cidades distantes e/ou que passam por uma gestação de alto risco.