OPEP REVISA DEMANDA PARA ESTE ANO E PREVÊ EXCESSO DE OFERTA DE 760 MIL BARRIS DE ÓLEO POR DIA

23
Plataforma de Petróleo. Petrobras.

Um novo relatório emitido nesta segunda-feira (14) pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) aponta para uma demanda menor do que a projetada no último documento, apresentado no início do ano. Ao todo, estima-se que os países demandarão uma média de 31,52 milhões de barris por dia (bpd) em 2016, 90 mil bpd a menos que a previsão do último mês.

A produção do grupo caiu no último mês, ficando em 32,28 milhões de bpd, 175 mil bpd menos que em janeiro. Se os níveis de produção se mantiverem os mesmos que em fevereiro, a previsão é de que haverá um excesso de oferta de 760 mil bpd ao longo deste ano.

“Houve uma redução nos custos de produção, principalmente nos Estados Unidos, assim como aumento de hedging, com produtores escolhendo produzir com perdas no lugar de parar a produção. Isso causou tornou a previsão de oferta de países não membros da Opep mais incerta”, trazia o relatório da organização.

As conversas iniciadas entre Rússia, Venezuela, Qatar e Arábia Saudita para congelar os níveis de produção não foram citadas no relatório. A produção iraniana foi destacada, já que alcançou os maiores níveis desde 1997, por conta do fim das sanções internacionais impostas ao país. O país aumentou o volume em 187,8 mil barris por dia para 3,13 milhões de bpd em fevereiro.