ONS quer chegar ao fim do período seco com 30% de volume nos reservatórios

25

O Operador Nacional do Sistema Elétrico quer agora chegar ao fim do período seco com armazenamento dos reservatórios em torno de 30%. No ano passado, o ONS trabalhava com um nível de 10%. “Não dá mais para os reservatórios ficarem com apenas 10% do volume e perseguir o período úmido”, comentou o diretor-geral do ONS, Hermes Chipp.
Segundo o executivo, que participou  do VIII Encontro de Conselho de Consumidores da região Sudeste, a meta é perfeitamente factível. Atualmente os reservatórios estão com 56% de armazenamento no Sudeste/Centro-Oeste e a meta é chegar ao final de abril com 71% de volume armazenado. “Para isso, é preciso que chova em março e abril 94% da MLT. Depois, para os reservatórios ficarem com 30% em novembro, é preciso que se tenha 80% de afluência entre maio e novembro”, calculou Chipp.
Para 2017, considerando-se os reservatórios ao fim de novembro de 2016 com 30%, será preciso 86% da MLT para chegar em abril com 74% de armazenamento no Sudeste/Centro-Oeste. “Essas afluências são factíveis porque são menores do que as que estão ocorrendo hoje. A MLT bruta está em 109% e a liquida em 101%”, disse o executivo.
Ele disse ainda que o ONS vai continuar apontando no Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico que a partir de abril só fiquem ligadas as térmicas com custo de até R$ 211/MWh. Essas usinas somam cerca de 10 mil MW. Com isso, a bandeira tarifária, que hoje é amarela, passará a ser verde. “Nas nossas projeções ela deve ficar verde até o fim do ano”, completou.