Neoenergia e Carlinhos Brown firmam parceria para projeto educativo sobre o uso seguro e racional da energia

17

Com investimento da ordem de R$ 1,3 milhão, por meio dos Programas de Eficiência Energética da Coelba, Celpe e Cosern, o projeto envolve a criação de revista em quadrinhos, web série composta por dez episódios de 60 segundos cada, game gratuito para os sistemas IOS e Android e para a Web e jogo impresso para distribuição. Além disso, também conta com o show musical e educativo nos três estados e oficinas de Stop Motion, técnica de animação que utiliza modelos reais  em diversos materiais, sendo mais comum a madeira e a massa de modelar.

Com os personagens indígenas Paxuá e Paramim, as distribuidoras do Grupo Neoenergia disseminarão, de forma lúdica, nos projetos voltados para as crianças e a comunidade em geral, os importantes conceitos sobre como utilizar a energia de forma eficiente e prevenir acidentes envolvendo eletricidade. “Hoje, as distribuidoras do Grupo Neoenergia contam com projetos educativos voltados para diversos públicos, a partir dos 10 anos. O projeto do artista Carlinhos Brown agregará conteúdo com linguagem direcionada para mais um público, as crianças até 10 anos”, comemora Solange Ribeiro, presidente do Grupo Neoenergia. “Esse é um público muito especial, pois tem grande participação na disseminação de informações no núcleo familiar”, completa a presidente.

Paxuá e Paramim – Os personagens criados pelo artista Carlinhos Brown, Paxuá e Paramim, são dois indiozinhos. Paxuá é filha de Tupinambá, referência ao povo que habitava a costa brasileira no século XVI e Paramim é um índio extraterrestre de 7 anos. No projeto desenvolvido especialmente para a Neoenergia, Paramim é enviado para o Planeta Terra para auxiliar no consumo inteligente da energia. Na Floresta Amazônica conhece a indiazinha Paxuá e, os dois, com a curiosidade de descobrir o que acontece nas cidades grandes, partem para uma grande viagem aos centros urbanos junto com seus amiguinhos, Lim e Mão, dois macaquinhos, e Braúna, que representa a figura de Carlinhos Brown, aparecendo na história como um adulto que esclarece algumas questões relacionadas à energia. Juntos, vão aprender como economizar energia para preservar a natureza e como prevenir acidentes com a rede elétrica.

Projetos ajudam na redução do consumo de energia 

As distribuidoras de energia elétrica do Grupo Neoenergia, Coelba, Celpe e Cosern, trabalham continuamente o tema eficiência energética com o objetivo reduzir o consumo de energia dos clientes e proporcionar o uso racional desse recurso. Nesse sentido, os projetos de incentivo à substituição de equipamentos ineficientes por outros novos, com Selo Procel,  fazem a diferença na conta dos consumidores. Ao substituir, por exemplo, um refrigerador antigo, ineficiente, por um novo, com Selo Procel, de menor ou igual capacidade, o consumidor pode reduzir em até 30% a conta de energia.

Criado para ajudar os consumidores residenciais cadastrados na Tarifa Social de Energia – benefício do governo federal que concede descontos de até 65% na conta de energia de consumidores baixa renda – os moradores de comunidades populares e as instituições beneficentes, além de órgãos do poder público, as empresas realizam o projeto de substituição gratuita de geladeiras e lâmpadas. Através desse projeto, já foram substituídos, na capital e interior da Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte mais de 300.00 refrigeradores ineficientes por novos equipamentos, com Selo Procel, e doadas 2,9 milhões de lâmpadas eficientes, contribuindo, assim, para a redução do consumo de energia entre esses públicos.

Para os clientes residenciais, em 2015 o Grupo Neoenergia lançou o Troca Econômica, projeto de incentivo à substituição de eletrodomésticos ineficientes, ou seja, com alto consumo de energia, por equipamentos novos, com Selo Procel, através da oferta de bônus. Com o projeto, que também está sendo realizado esse ano, as distribuidoras concedem bônus variando entre R$ 285,00 e R$ 585,00 para aquisição de geladeiras, freezers e condicionadores de ar novos, eficientes, de menor ou igual capacidade em relação ao equipamento substituído. Ao participar, os clientes também recebem lâmpadas LED subsidiadas pelo projeto com o objetivo de contribuir, ainda mais, para a redução do consumo de energia nas residências. Só em 2015, foram concedidos 10.508 bônus para compra de equipamentos e 34.344 lâmpadas nos três estados.