Capacidade de geração eólica do Ceará deve dobrar até 2019

13

Dados de um estudo divulgado pela Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) declaram que, em 2019, o Estado do Ceará deve responder por 14,7% de toda a energia eólica gerada no Brasil. A capacidade de geração eólica do Ceará, atualmente, é de 1.254,2 MW.

Antes líder no setor, a capacidade de geração eólica do Ceará tem, como principal entrave, a presença de grandes áreas que não podem ser exploradas por não possuírem capacidade de escoamento. A intenção é encontrar formas de superar estes gargalos e devolver o Ceará para o topo da geração eólica nacional.

Para cumprir com o acordo assinado na cúpula do clima de Paris, COP 21, o Brasil deve aumentar de 28% para 33% seu uso de energia gerada através de fontes limpas e renováveis. Demonstrando previsões cada vez mais otimistas, o setor eólico nacional contraria a queda econômica da maioria dos outros setores do mercado e apresenta aumento de investimentos e excelentes perspectivas de crescimento.

Apesar de 28% parecer um número expressivo quando se considera que o Brasil baseia sua matriz energética essencialmente na geração hidrelétrica, a participação eólica neste montante é de somente 5,5%, com previsão para chegar a 24% até 2024. A participação de energia solar fotovoltaica, hoje praticamente nula, deve alcançar 7%.