UEA integra-se oficialmente à Rede Universitária de Telemedicina


 

O Núcleo de Telessaúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), que já funcionava como uma unidade de telemedicina na Universidade do Estado do Amazonas (UEA) agora faz parte oficialmente à Rede Universitária de Telemedicina (Rute), coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

“A Telessaúde representa um conjunto de ferramentas estratégicas para prevenção e promoção da saúde do Amazonas. Com a integração da RUTE, iremos prmoover muito mais debates, discussões de caso, aulsa e diagnósticos a distância”, ressaltou a coordenadora do Núcleo de Telessaúde do Amazonas, Iselma Teixeira.

O coordenador nacional da Rute, Luiz Ary Messina, também participou da cerimônia. “Esperamos caminhar ainda mais rapidamente com as ações de Telemedicina e Telessaúde no Brasil”, acrescentou.

Com essa a nova inauguração, a Rute alcança o número de 119 unidades de telemedicina em operação em todos os estados do Brasil. Entre outros objetivos, a Rute integra e conecta todos os hospitais públicos universitários e de ensino, apoia a realização de videoconferências, análise de diagnósticos, segunda opinião, inclusive formativa, e educação permanente, e web conferência, entre hospitais universitários e universidades, através da RNP, além de permitir a integração com secretarias estaduais e municipais de saúde, unidades básicas de saúde e hospitais do interior.

A rede está integrada ao Programa Telessaúde Brasil Redes, do qual o Núcleo de Telessaúde da UEA já faz parte, uma iniciativa do Ministério da Saúde que busca melhorar a qualidade do atendimento e da atenção básica e especializada no Sistema Único da Saúde (SUS), integrando ensino e serviço por meio de tecnologias da informação (TI) para promover a Teleassistência e a Teleducação, a pesquisa colaborativa, a gestão, o monitoramento, o acompanhamento e a avaliação.

A UEA possui o Polo de Telemedicina da Amazônia (PTA), uma unidade da ESA, que surgiu da necessidade de oferecer conteúdo educacional, aprimoramento técnico-profissional e assistência médica provida por segunda opinião aos médicos que atuam em toda a Amazônia e as Teleconsultorias. O PTA também desenvolve ações de apoio e suporte, através de Teleducação e Teleassistência, para os profissionais e a população amazonense.

Sobre a RNP

Qualificada como uma Organização Social (OS), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) é ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), responsável pelo Programa Interministerial RNP, que conta com a participação dos ministérios da Educação (MEC), da Saúde (MS) e da Cultura (MinC). Pioneira no acesso à internet no Brasil, a RNP planeja e mantém a rede Ipê, a rede óptica nacional acadêmica de alto desempenho. Com Pontos de Presença em 27 unidades da federação, a rede conecta 1219 campi e unidades nas capitais e no interior. São aproximadamente 3,5 milhões de usuários, usufruindo de uma infraestrutura de redes avançadas para comunicação, computação e experimentação, que contribui para a integração entre o sistema de Ciência e Tecnologia, Educação Superior, Saúde e Cultura. http://www.rnp.br/ .

 

Artigo Anterior Hospital Márcio Cunha recebe o segundo novo equipamento de radioterapia
Próximo Artigo Usisaúde é a primeira no Vale do Aço e a segunda em Minas com menor índice de reclamações pela ANS