Home / Saúde Online / Siemens reforça a importância do desenvolvimento de novas tecnologias na luta contra o câncer

Siemens reforça a importância do desenvolvimento de novas tecnologias na luta contra o câncer

A Siemens Healthcare disponibiliza ao mercado soluções com excelência clínica e operacional a fim de diagnosticar doenças e tratar pacientes por meio de terapias menos invasivas e custosas. A companhia é a única empresa brasileira no segmento a possuir soluções de diagnóstico in vitro e in vivo. Isso assegura uma combinação das análises realizadas nos dois segmentos, o que oferece para médicos e pacientes um diagnóstico muito mais preciso e confiável.

Em 8 de abril, Dia Mundial de Luta contra o Câncer, a companhia reforça a importância da discussão sobre o tema, com o intuito de amplificar a mensagem sobre a prevenção do câncer, terceira doença com a maior taxa de incidência e mortalidade no mundo, ficando atrás apenas de doenças cardiovasculares e cerebrovasculares.A cada ano, o câncer provoca cerca de oito milhões de mortes em todo o mundo. Um terço delas poderia de alguma forma ser evitada com uma maior mobilização para a prevenção, detecção precoce e acessibilidade a tratamentos adequados, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca).  No Brasil, a doença é a segunda mais incidente, perdendo apenas para problemas relacionados ao coração. Em 2014, foram estimados cerca de 70 mil novos casos de câncer entre homens e 81 mil casos entre mulheres de acordo com o Inca.

A Siemens fornece soluções voltadas ao estudo e tratamento da oncologia que contribuem para melhorias na detecção, diagnóstico, monitoramento e tratamento dos pacientes.

Tecnologias Siemens

O ensaio HER-2/neu, por exemplo, é um biomarcador voltado ao tratamento do câncer de mama metastático que fornece informações por meio de exames sanguíneos que coletam dados durante os estágios da doença. Com a leitura do avanço ou regressão da doença, o HER-2/neu torna-se fundamental para a criação de tratamentos mais específicos e assertivos para o combate do câncer de mama.

Ainda no âmbito de análise clínica, o teste de antígeno prostático específico (PSA), é um marcador utilizado entre profissionais de medicina para auxiliar na detecção, monitoramento e tratamento do câncer de próstata. Diferentes tipos de testes de PSA podem ser utilizados para orientar a tomada de decisões referentes ao tratamento mais adequado de acordo com as possíveis modificações da doença e quadro clínico.

O Biograph mCT Flow, tomografia por emissão de pósitrons, popularmente conhecida como  PET/CT (Positron Emission Tomography and Computed Tomography), utiliza técnica onde marcadores radioativos são injetados no paciente para que sejam detectados processos químicos nos tecidos do corpo humano. Essa tecnologia permite que a tomografia e o PET Scan atuem de forma combinada, registrando assim imagens anatômicas e atividades metabólicas das células em um único exame. É o primeiro equipamento no mundo a realizar o exame com movimentação continua da mesa do paciente, tornando o equipamento capaz de detectar lesões na ordem de 2mm.

A linha MAGNETOM RT Pro Edition – disponível para os equipamentos de ressonância magnética MAGNETOM Aera e MAGNETOM Skyra – oferece tecnologias especialmente desenvolvidas para atender pacientes que receberam tratamentos radioterápicos. Com um conjunto de acessórios totalmente adaptáveis as mais diversas necessidades clínicas de RT (radiotherapy treatment), o MAGNETOM RT Pro Edition oferece grande poder de precisão para a obtenção de imagens mais nítidas em tecidos moles. Seu uso é de fundamental importância principalmente para radiocirurgia cerebral, lesões localizadas na coluna e câncer de fígado, onde existe maior necessidade de detectar a extensão exata de tumores.

O SOMATOM Definition AS Open RT Pro Edition, tomografia computadorizada especialmente desenvolvida para pacientes que necessitem de tratamento contra o câncer que utilizaram radioterapia. A tecnologia empregada nessa solução oferece alta qualidade de imagem em lesões cada vez menores, contribuindo com todo o processo de diagnóstico, planejamento radioterápico e tratamento da doença do câncer. Outro diferencial é a otimização de doses de radiação, além de ferramentas para possibilitam o aumento do campo de visão para até 80cm e ainda o gerenciamento avançado de lesões em movimentos, podendo oferecer imagens com tecnologia 4D, que são utilizadas para tratamentos de câncer de pulmão, nos quais as imagens devem  ser ainda mais precisas.

Sobre

Veja também

Carlos Eduardo Gouvêa, do IES, fala sobre as ferramentas de Governança e Compliance como estratégia para garantir a sustentabilidade do mercado de saúde

O Brasil avançou rumo a uma maior transparência na área da saúde. É o que …