Home / Health ARQ / Arquitetura / Santa Casa de Belo Horizonte (MG) inaugura ambulatório de oncologia pediátrica

Santa Casa de Belo Horizonte (MG) inaugura ambulatório de oncologia pediátrica

A Santa Casa de Belo Horizonte inaugurou, nesta quinta-feira (18), um novo ambulatório de oncologia pediátrica. A adaptação do espaço que vai atender 300 crianças e adolescentes – o dobro da capacidade anterior – custou cerca de R$ 500 mil. A inauguração acontece em meio a uma crise financeira sem precedentes na história da instituição, que teve 430 leitos fechados e luta para manter as atividades diante de um atraso de R$ 27 milhões em repasses.

Segundo o provedor do hospital, Saulo Coelho, a manutenção dos serviços no novo espaço está garantida apesar da crise. Ele explica que o setor está dentro dos locais prioritários da unidade de saúde. “Esse novo ambulatório só deixaria de funcionar se o hospital fechasse completamente, mas não acredito que o poder público vá permitir que isso aconteça”, afirmou.

O ambulatório de oncologia pediátrica da Santa Casa de BH terá três consultórios, espaços Teen e Kids, dentre outros ambientes. No setor, além da assistência necessária no tratamento a pacientes que lutam contra o câncer, incluindo as consultas, serão realizados trabalhos de apoio emocional, social e recreação. Um espaço específico para quimioterapia também funcionará no local.

Para o médico responsável pela unidade, Joaquim Caetano Aguirre, o atendimento mais humanizado é o principal ganho que a nova unidade trará para o público do hospital. Ele explica que a própria concepção do ambulatório faz com que o paciente se sinta mais à vontade.

“O espaço foi construído com essa ideologia, tem plotagens e desenhos nas paredes e no teto. Isso permite que o paciente que frequenta a quimioterapia tenha mais conforto. Quando você melhora a infraestrutura, você melhora os resultados”, afirma Joaquim Aguirre.

O ambulatório pediátrico da Santa Casa funcionará no Hospital São Lucas, no Santa Efigênia, região Leste de Belo Horizonte. A unidade é fruto de uma parceria entre o Instituto Ronald McDonald, a Casa de Acolhida Padre Eustáquio (CAPE) e a Fundação Sara Albuquerque Costa.

Sobre

Verifique também

Obras de reforma do Hospital Regional de Gurupi passam por vistoria

Como parte da implantação do Plano Diretor Estratégico (PDE) no Hospital Regional de Gurupi, o …