Parada há 2 anos, obra do Hospital Regional de Ariquemes segue sem previsão de retorno


Previsão de entrega da obra era pra agosto de 2016. Secretário de saúde diz que empresa que abandonou a obra foi multada.

Avaliada inicialmente em R$ 35 milhões, a obra do novo Hospital Regional de Ariquemes (RO) segue sem previsão de ser retomada, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Os trabalhos no prédio foram paralisados em setembro de 2015 por causa de problemas na documentação entre a Sesau e a Caixa Econômica Federal (CEF).

A agricultora Odília Almeida mora em Cujubim (RO) e vai com frequência até Ariquemes para fazer exames. Ela sempre passa na frente da obra e lamenta o desperdício de dinheiro público.

“Como cidadã eu me sinto traída vendo essa obra abandonada, porque quando a gente vota está confiando, aí não fazem o que a gente espera e fica desse jeito. É uma brincadeira com a cara do povo”, criticou.

Buracos feitos nas fundações do prédio hoje acumulam água e estão servindo de criadouro para mosquitos transmissores da dengue, por exemplo. No fim de novembro, o terreno, que estava tomado de mato foi limpo, por causa da inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A obra abandonada está Avenida Tancredo Neves, no Setor Institucional, entre a UPA e o atual Hospital Regional.

O prédio do atual Hospital Regional foi construído há cerca de 30 anos e a estrutura não acompanhou o crescimento da demanda no Vale do Jamari.

Histórico

A construção do novo hospital começou a ser debatida ainda em 2013. No dia 1º de junho de 2015 foi assinada a ordem de serviço para o início da obra, com a previsão de conclusão em agosto de 2016 e um custo de R$ 35 milhões.

A unidade, segundo o Governo do Estado terá de 11 mil metros quadrados de área construída, com 140 leitos incluindo 10 de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Artigo Anterior Assembleia Municipal de Lagos avança com petição a favor da construção de novo hospital
Próximo Artigo Ministro da Saúde diz que vai deixar o cargo para disputar a eleição