Home / Health ARQ / Construção / Maternidade em Curitiba (PR) conclui reforma na infraestrutura

Maternidade em Curitiba (PR) conclui reforma na infraestrutura

Pacientes e profissionais do Pronto Atendimento e do Centro Obstétrico são os principais beneficiados

Nos últimos dias, a Maternidade Victor Ferreira do Amaral (MVFA) passou por diversas melhorias estruturais. O Centro Obstétrico e os consultórios de Pronto Atendimento da unidade, que compõe o Complexo Hospitalar de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (CHC-UFPR), foram reformados para proveito da população.

Segundo Denise Jorge Munhoz, chefe da Divisão de Cuidado Materno-Infantil, os principais beneficiados serão as pacientes e os profissionais de saúde. “Além do bom ambiente, importante para que a família vivencie a experiência do parto, as pacientes serão atendidas em locais que cumprem as ações e diretrizes relacionadas à prevenção e controle de infecções”, afirmou ao lembrar que, após as melhorias, os funcionários da instituição filiada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) podem desenvolver o trabalho em local mais adequado.

A chefe da Divisão Médica da Maternidade, Lenira Senesi, salientou o desafio de promover um projeto desta dimensão em duas semanas. “O apoio da Unidade Materno-Infantil do Hospital de Clínicas (HC), que faz parte do Complexo, em receber a equipe foi essencial”, disse. A gestora ainda ressaltou a importância da atuação do grupo de trabalho da Infraestrutura e de Gestão para que tudo ocorresse com o mínimo de intercorrências.

Custeio

O investimento de R$ 38,2 mil proporcionou que 374,3 m² fossem reformados (321,6 m² no Centro Obstétrico e 52,7 m² nos consultórios). Deste valor, R$ 21,2 mil partiram de recursos próprios do Complexo HC. O restante, R$ 17 mil, representa a soma de cinco aparelhos de ar-condicionado: quatro advindos do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente, e outro ofertado pelo Sindicombustíveis, que também doou misturadores especiais.

“Considero que o período nos oportunizou o início de uma integração mais completa com o hospital”, comentou Denise. “A equipe da MVFA trabalhou muito para que tudo desse certo, tanto ao ficar na maternidade, quanto ao se deslocar para o HC, um local desconhecido até então”.

Durante a adequação da ambiência – entre 17 e 31 de julho – os partos, tratamentos, exames e consultas aconteceram no Hospital de Clínicas (HC).

Sobre

Veja também

Obras de reforma do Hospital Regional de Gurupi passam por vistoria

Como parte da implantação do Plano Diretor Estratégico (PDE) no Hospital Regional de Gurupi, o …