Home / Saúde Online / HUOL amplia em 62% os atendimentos em fonoaudiologia

HUOL amplia em 62% os atendimentos em fonoaudiologia

Em 2016, crescimento da oferta gerou 1.281 novas vagas na especialidade

O Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), ampliou o número de atendimentos em Fonoaudiologia em 62,18%, de acordo com comparativo dos últimos dois anos. Em 2015, foram registrados 2.060 atendimentos. Em 2016, o quantitativo subiu para 3.341 pacientes assistidos, representando oferta de 1.281 novas vagas na especialidade. O Huol é filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Para a aposentada Maria de Fátima Doro, 61, que sofre de labirintite, o acesso ao serviço criou a expectativa de dias com melhor qualidade de vida. “Tenho crises tão fortes que até já parei na emergência da UPA. Fui encaminhada à ‘fono’, para avaliar melhor e tratar as tonturas”, relatou. A fonoaudilogia auxilia ao exercitar o labirinto por meio de intervenção terapêutica em conjunto com o uso de medicamentos ou não. A medida visa diminuir enjoos e tonturas, por exemplo.

A unidade conta atualmente com cinco fonoaudiólogas, todas contratadas pela Ebserh, que atuam no diagnóstico, tratamento, estímulo e reabilitação dos distúrbios auditivos, da motricidade oral (relacionadas à articulação mandibular, mastigação, sucção e deglutição) e da linguagem.

A fonoaudióloga Claudiane Costa destaca que a intervenção das profissionais beneficia diretamente a recuperação, impactando na redução do tempo de permanência hospitalar. “Alguns pacientes encerram o tratamento, mas continuam dependentes da sonda alimentar. Ao reabilitar o ato de engolir, por exemplo, otimizamos a alta médica e encurtamos o tempo de internação”, explicou.

Reestruturação

A ampliação do quadro de profissionais começou em 2014, com a convocação dos aprovados no primeiro concurso da Ebserh para o Estado. Em 2016, o HUOL instituiu um ambulatório de fonoaudiologia pediátrica, sobretudo para acompanhar os pacientes com microcefalia. No mesmo ano, foi o primeiro hospital do Estado a receber o equipamento do tipo vHIT, de Teste do Impulso Cefálico com vídeo, para análise mais precisa das tonturas.

Sobre

Veja também

Telemedicina no Sul do país, nova superintendência do HAOC e Santa Joana conquista JCI são os destaques do Direto da Redação

  O Direto da Redação traz os seguintes destaques da semana: Hospital e Maternidade Santa …