Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais (PR) deve ganhar maternidade


A direção do Hospital Universitário (HU) Regional dos Campos Gerais (PR) apresentou, no dia 19 de janeiro, o projeto de construção da nova maternidade regional, que deve atender a demanda de nascimentos nos Campos Gerais após o fechamento temporário do Hospital Evangélico. Na ocasião, representantes do HU se reuniram com a direção da Caixa Econômica Federal (CEF) para o repasse dos projetos, no valor de R$ 4 milhões – o valor é referente a uma emenda parlamentar do deputado federal Aliel Machado (REDE).

De acordo com o diretor do HU, Everson Krum, o hospital agora aguarda a avaliação da CEF para que a licitação seja aberta. “Os diretores da Caixa irão verificar, por exemplo, no projeto, se não existe nenhum item que aponte para a reforma do hospital – e sim para a construção de uma nova ala. Se tudo estiver correto, a expectativa é de que o edital de licitação seja aberto já no mês de abril”, conta o diretor.

A maternidade será construída ao lado do HU e terá 1,2 mil m². Krum acredita que as obras devem iniciar ainda no primeiro semestre deste ano, caso não ocorra nenhum imprevisto com o processo de captação de dinheiro e com a licitação. Atualmente, o hospital já realiza partos, mas a estrutura precisa ser ampliada por conta da demanda regional.

Durante o encontro que definiu o repasse de parte dos recursos para a construção, em dezembro, o reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) ressaltou que a construção do novo espaço é fundamental para a universidade e para a comunidade de toda a região dos Campos Gerais. “Nossa expectativa é que a obra seja concluída em 2018 e com isso vamos poder realizar partos de mães aqui da cidade, como também de toda a região dos Campos Gerais”, contou Vargas. Atualmente, o HU realiza cerca de 250 partos por mês.

A Caixa não deu previsão de quando terminará de analisar o projeto, mas o diretor do HU acredita que o trâmite não deve ser demorado. O espaço construído será interligado com a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do hospital, para facilitar o transporte de pacientes em casos de urgência.

Artigo Anterior Obra traz transcrição de procedimentos utilizados no Hospital e Maternidade Santa Joana
Próximo Artigo EPE indica queda no consumo de energia em 2016