Hospital Santa Izabel é referência no tratamento de feridas crônicas


O Serviço de Curativos Especiais do Hospital Santa Izabel disponibiliza tratamento avançado em feridas de diversas etiologias – venosa, arterial, diabética, queimaduras, cirúrgicas, deiscências, traumáticas, oncológicas, dentre outras -, e difunde ações educativas. A estrutura do local contempla sete boxes de atendimento individualizado, além de recepção própria e equipe multiprofissional especializada, com médica infectologista e enfermeira estomaterapeuta.

“Nosso serviço atende a feridas complexas, crônicas, de difícil solução, muitos pacientes são diabéticos, idosos ou portadores de doenças vasculares”, afirma a médica infectologista Áurea Angélica Paste. Ela destaca ainda que o Hospital Santa Izabel realiza atendimento humanizado, de excelência, com qualidade e segurança, com foco na evolução clínica da ferida, em conjunto com o médico assistente, até atingir a cicatrização.

A enfermeira estomaterapeuta Roberta Mendonça acrescenta que o Hospital Santa Izabel realiza papel vital na assistência ao portador da ferida crônica. “Somos hoje um dos serviços com maior e melhor estrutura de atendimento do Norte e Nordeste do país. Recebemos visitas frequentes de profissionais de saúde, estudantes e gestores hospitalares para verificar nossa estrutura e expertise”, acrescentou.

Reconhecimento

O tratamento dispensado pela equipe profissional, a estrutura, qualidade, organização e o ambiente acolhedor são alguns dos aspectos ressaltados nos elogios feitos pelos pacientes assistidos no Serviço de Curativos Especiais do Hospital Santa Izabel. Existente desde 2001, e há pouco mais de um ano funcionando em um novo espaço, a unidade segue a tradição de pioneirismo e resolutividade do Hospital Santa Izabel e recebe muitas avaliações positivas nos opinários e registros do Núcleo de Atendimento ao Cliente (NAC).

Com volume de atendimento considerável de pacientes particulares e de operadoras de saúde, o Serviço de Curativos Especiais do Santa Izabel se tornou também referência para médicos clínicos, angiologistas, endocrinologistas e cirurgiões.

Artigo Anterior Tecnologia inédita no Brasil para o tratamento do câncer entra em operação no Hospital Moinhos de Vento
Próximo Artigo Governo federal destina R$ 6,3 milhões para 19 serviços do SUS em Sergipe