Home / Health ARQ / Arquitetura / Hospital dos Estivadores é reinaugurado em Santos (SP)

Hospital dos Estivadores é reinaugurado em Santos (SP)

A Prefeitura de Santos (SP) reinaugurou o Complexo Hospitalar dos Estivadores. Na primeira fase do projeto, foram ativados 18 leitos de alojamento conjunto, 10 leitos de terapia intensiva e de cuidados intermediários neonatais, três suítes PPP (pré-parto, parto e pós-parto) e uma sala de centro obstétrico. Um dos diferenciais é a banheira para a realização de parto na água. “Aqui vai ser 100% SUS (Sistema Único de Saúde), um direito à saúde de qualidade para a população”, destacou o governador Geraldo Alckmin na inauguração, em dezembro, lembrando os investimentos do estado de R$ 25 milhões para a obra e de outros R$ 11 milhões de custeio.

Sobre os investimentos, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa também ressaltou que a Prefeitura já aplicou quase R$ 50 milhões para tirar o projeto do papel, entre a compra do prédio, reforma e ampliação do imóvel e na aquisição de equipamentos hospitalares e outros itens.

“A obra está completa, com equipamentos instalados e o prédio pronto para funcionar. O grande desafio a partir de hoje é manter da forma que foi entregue à população. Este complexo não vai dever nada para nenhum hospital público ou privado do País”, disse o chefe do Executivo santista, frisando a qualidade do Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz, organização social vencedora do chamamento público para gerir o complexo: “O Hospital Oswaldo Cruz é o terceiro melhor do País e o 12º da América Latina”.

“Não vamos medir esforços para oferecer um serviço de qualidade. Aqui vai ser um exemplo de sucesso que poderá ser replicado para outras regiões”, se comprometeu o presidente do Conselho de Administração do Instituto Oswaldo Cruz, Marcelo Lacerda.

Nas primeiras semanas, o Complexo Hospitalar dos Estivadores atenderá pacientes em trabalho de parto que não apresentam risco e o pronto atendimento obstétrico inicia as atividades neste mês.

Repasses do governo federal

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, representante do governo federal na inauguração, anunciou que o Ministério da Saúde vai repassar R$ 3,018 milhões por mês para custear as despesas do hospital. “Progressivamente, à medida que mais leitos e serviços forem colocados à disposição, este valor de custeio também aumentará. Neste momento difícil, o mais importante é a parceria entre o governo federal, estadual e os municípios”.

A conquista é fruto de intensa articulação da Prefeitura, com diversas reuniões nos últimos anos com representantes da União. A Cidade já tem um convênio de R$ 11 milhões com o governo estadual, cujos valores estão sendo repassados, e há o compromisso de continuidade em 2017.

Nos próximos meses, serão incluídos no complexo os cuidados clínicos de adultos jovens e idosos, com a abertura de 50 leitos de internação e 10 leitos de terapia intensiva, que proporcionarão 250 saídas hospitalares ao mês em leitos de internação e 36 saídas hospitalares de terapia intensiva adulta. Haverá ainda mais duas fases de abertura e a expectativa é que esteja funcionando plenamente no período de um ano e meio, totalizando 223 leitos.

Sobre

Veja também

Obras de reforma do Hospital Regional de Gurupi passam por vistoria

Como parte da implantação do Plano Diretor Estratégico (PDE) no Hospital Regional de Gurupi, o …