Home / Health ARQ / Arquitetura / Hospital de Venda Nova (ES) receberá R$2,5 milhões para reforma e ampliação

Hospital de Venda Nova (ES) receberá R$2,5 milhões para reforma e ampliação

O Hospital Padre Máximo receberá R$ 2,5 milhões do Governo do Estado do Espírito Santo para realizar reforma e ampliação de sua área física. A obra vai possibilitar diversas melhorias, entre elas, a expansão da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde serão instalados dez novos leitos, aumentando de 60 para 70 o número total de leitos do hospital. O recurso será repassado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) por meio de um termo de fomento, que foi assinado nesta sexta-feira (23).

O investimento que será feito no Hospital Padre Máximo segue uma lógica adotada pelo Governo do Estado desde o início da gestão, que é fortalecer a rede de atendimento regional e garantir a oferta de serviços o mais perto possível do local de moradia do cidadão. O Hospital Padre Máximo compõe a rede de hospitais filantrópicos do Espírito Santo e 80% dos atendimentos que realiza são ofertados por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Acompanhado da esposa, Cristina Gomes, o governador Paulo Hartung destacou que o Hospital Padre Máximo tem um diferencial administrativo com a utilização de ferramentas gerenciais.

Outra característica ressaltada pelo governador foi o trabalho voluntariado desenvolvido pela comunidade da região.

“Este hospital desenvolve algo importante que é a profissionalização da gestão. Muitas pessoas falam da corrupção, mas, com a gestão, evitamos o desperdício, que é um outro mal que deve ser combatido no setor público. Pessoalmente, estou muito alegre com este ato de hoje”, disse Paulo Hartung.

Em média, o hospital realiza 3 mil atendimentos por mês pelo SUS, entre atendimentos de urgência e emergência, cirurgias, realização de partos e internações nas áreas de pediatria e clínica médica. Tem, ainda, quatro leitos de internação para pacientes de saúde mental. O Hospital Padre Máximo faz parte da Rede Materno-Infantil e é referência para gestação de risco habitual para os municípios de Venda Nova do Imigrante, Ibatiba, Brejetuba, Conceição do Castelo e Afonso Cláudio. Em 2017, 671 crianças dessas localidades nasceram no hospital, que também é referência para as cidades de Castelo e Domingos Martins, totalizando a cobertura de 180 mil habitantes aproximadamente.

O recurso que será repassado pelo Governo do Estado vai complementar a verba que o hospital destinará para a obra, que custará R$ 3.632.365,10. Além da expansão da UTI, a obra contemplará melhorias na lavanderia; criação de um espaço exclusivo para preparação de dietas enterais. Será construída também uma nova torre, com escada e elevador plataforma, permitindo o controle de acesso de visitantes à UTI e às demais dependências do hospital de forma mais organizada, liberando a entrada do Pronto-Socorro, hoje sobrecarregada com essa função.

Nesta mesma torre haverá uma sala de espera para visitantes, sanitários adequados a Pessoas com Deficiência (PCD), além de consultórios de apoio e a secretaria da UTI. A obra também permitirá melhorar a humanização dos ambientes destinados aos trabalhadores do hospital.

Sobre

Veja também

Obras de reforma do Hospital Regional de Gurupi passam por vistoria

Como parte da implantação do Plano Diretor Estratégico (PDE) no Hospital Regional de Gurupi, o …