Home / Health ARQ / Arquitetura / Hospital das Clínicas é inaugurado em RR após 7 anos em obras e só deve começar a funcionar em abril

Hospital das Clínicas é inaugurado em RR após 7 anos em obras e só deve começar a funcionar em abril

Unidade com 120 leitos de internação custou mais de R$ 32 milhões. Prédio inaugurado nesse sábado (24) vai passar por higienização.

O Hospital das Clínicas foi inaugurado nesse sábado (24) em Boa Vista. Em obras há sete anos, a unidade de saúde custou mais de R$ 32 milhões aos cofres públicos e só deve começar a atender pacientes no início de abril porque irá passar por higienização.

O prédio, localizado no bairro Pintolândia, zona Oeste da capital, tem três pisos e possui 120 leitos de internação. A estrutura vai oferecer atendimentos de clínica médica, sendo uma unidade de suporte ao Hospital Geral de Roraima (HGR), que enfrenta superlotação constante.

Para a governadora Suely Campos (PP), que esteve na inauguração, a nova unidade será importante para oferecer atendimento aos moradores da zona Oeste da cidade, a mais populosa da capital. Ela enfatizou que o estado não criava novos leitos há 27 anos.

“Neste período, o crescimento da população dobrou e, resultado desse descompasso de aumento da população com a falta de investimentos em saúde, experimentamos por anos a superlotação no nosso Hospital Geral. Isso acabou”, afirmou à imprensa.

O secretário de Saúde Marcelo Batista ressaltou a importância da abertura da unidade frente ao impacto da imigração venezuelana no sistema de saúde do estado. “Esses novos 120 leitos irão nos dar um conforto maior para acomodar o número crescente de pacientes brasileiros e venezuelanos”.

Durante a cerimônia de inauguração, a unidade foi aberta para a visitação do público. No entanto, foi fechada logo após o evento para ser desinfectada e desinsetizada. A unidade só deve entrar em funcionamento no início de abril depois de concluída a limpeza, que será iniciada na hoje  (26) e pode durar até uma semana.

O Hospital das Clínicas Doutor Wilson Franco começou a ser construído em maio de 2011, na gestão do ex-governador José de Anchieta Júnior (PSDB). Em 2012, o estado tentou transformar a obra no Hospital Universitário.

Assim, a estrutura seria fianciada e gerida pelo governo federal por meio da Universidade Federal de Roraima (UFRR), mas a mudança não foi aprovada pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Estrutura e atendimentos

O prédio na Avenida Nazaré Filgueiras, nº 2096, bairro Pintolândia, tem uma estrutura de seis mil metros quadrados, dois blocos e três pavimentos.

Os pacientes terão atendimentos de enfermeiros e técnicos, médicos, bioquímicos, fisioterapeutas, farmacêuticos, nutricionistas, psicólogos, odontólogos e assistentes sociais.

A unidade realizará exames de raio-x, ultrassonografia, endoscopia, ecocardiografia, laboratoriais, eletrocardiograma e outros exames complementares.

Segundo Helenira Macedo, coordenadora geral de Urgência e Emergência, o Hospital das Clínicas funcionará como uma unidade de retaguarda clínica, específica para dar suporte ao HGR.

O paciente entra no Hospital Geral e a conduta médica irá definir se há ou não a necessidade de que ele continue o tratamento no Hospital das Clínicas”.

De acordo com a Sesau, os Prontos Atendimentos Cosme e Silva e Airton Rocha, que ficam no HGR, devem ser procurados em casos como pressão e febre altas, fraturas, cortes graves, crises alérgicas, dores incontroláveis, ou seja, ocorrências graves, mas que ainda podem esperar.

Para consultas de rotina, traumas leves e sintomas leves, tonturas, dor abdominal leve, mal-estar, entre outras situações menos graves, o paciente deve se dirigir ao posto de saúde mais próximo.

 

Fonte: G1

Sobre

Veja também

Obras de reforma do Hospital Regional de Gurupi passam por vistoria

Como parte da implantação do Plano Diretor Estratégico (PDE) no Hospital Regional de Gurupi, o …