Home / Saúde Online / Grupo Oncologia D’Or desenvolve projeto de assistência ao paciente oncológico

Grupo Oncologia D’Or desenvolve projeto de assistência ao paciente oncológico

Nos últimos anos, cientistas e estudiosos em todo o mundo tentam entender um pouco mais sobre o câncer. O avanço da tecnologia possibilitou uma melhoria no diagnóstico precoce da doença, assim como o surgimento de novos tratamentos, mas ainda pouco se fala sobre a importância do cuidado colaborativo ao paciente, que nada mais é que criar condições favoráveis para que ele seja atendido e tratado num tempo hábil. Pensando nisso, o Grupo Oncologia D’Or desenvolve um projeto que tem como objetivo implantar um sistema de acompanhamento e assistência às pessoas que lutam contra a doença.

A ação faz parte do OncoRede, uma iniciativa da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)  para a construção de um novo modelo de organização e cuidado ao paciente com câncer. Para isso, a agência selecionou 42 propostas de adesão de operadoras de planos de saúde e prestadores de serviços, entre eles o Oncologia D’Or. Segundo Rodrigo de Abreu e Lima, diretor executivo do Grupo, o programa será direcionado ao atendimento ambulatorial e hospitalar. “Precisamos de organização e agilidade no fluxo assistencial, que só poderá acontecer através de um modelo de cuidado colaborativo entre prevenção, rastreamento, diagnóstico, tratamento, pós-tratamento e paliação”, explica o especialista.

Ainda segundo Rodrigo de Abreu e Lima, todo o projeto se adequa aos pilares do novo modelo de atenção proposto pela ANS – com destaque para o diagnóstico e prevenção da doença. “Temos como proposta desenvolver ações que envolvam a conscientização para a prevenção do câncer, assim como a identificação de históricos familiares e a interação com pacientes identificados nos centros de imagem da Rede D’Or, agilizando, desta forma, o fluxo de atendimento”, diz.

O diretor executivo do Grupo completa que a importância do projeto envolve a evolução da conduta em relação ao atendimento prestado. “A agilidade no curso da informação, a interação entre a equipe multidisciplinar e um profissional fazendo um acompanhamento próximo ao paciente são os grandes pilares para garantir uma melhora no atendimento”, finaliza.

Sobre

Veja também

Telemedicina no Sul do país, nova superintendência do HAOC e Santa Joana conquista JCI são os destaques do Direto da Redação

  O Direto da Redação traz os seguintes destaques da semana: Hospital e Maternidade Santa …