Governo federal envia medicamentos para a Síria


Entre os produtos, há medicamentos para tratamento de doenças infecciosas e vacinas

O governo brasileiro enviou 44 mil unidades de medicamentos para a Síria para atender a população desabrigada e atingida pelos conflitos no país árabe. Foram doados também três kits de medicamentos e insumos estratégicos de saúde, cada um deles capaz de atender até 500 pessoas, por um período de três meses.

A remessa de aproximadamente uma tonelada está sendo transportada pelo navio Fragata União, da Marinha do Brasil, e já partiu do Rio de Janeiro em direção ao Líbano – a Organização Mundial da Saúde (OMS) ficará responsável pelo transporte da carga do Líbano até a Síria.

A ação é uma parceria entre Ministério da Saúde, Ministério da Defesa, Ministério das Relações Exteriores e Marinha do Brasil. Entre os produtos, há medicamentos para tratamento de doenças infecciosas, como tuberculose, e vacinas para prevenir doenças graves em crianças, como pneumonia, meningite e rotavirose. Também constam na remessa kits de primeiros socorros e outros insumos médicos.

O assessor internacional do Ministério da Saúde, Fabio Frederico, enfatiza a importância da solidariedade entre nações. “O Brasil segue uma política de apoio a países que passam por dificuldades, como é o caso da Síria neste momento”, explica. “Vale ressaltar que o envio de medicamentos, vacinas e insumos só é autorizado se não comprometer o abastecimento interno do Brasil”, completa.

Artigo Anterior Mais de 13 mil atendimentos gratuitos de saúde são realizados por instituição de ensino superior em 2016
Próximo Artigo Saúde de Minas Gerais recebe R$ 543,5 milhões