Bill Gates mostra 11 pontos onde o mundo avançou nos últimos 25 anos


Um novo relatório divulgado pela Bill and Melinda Gates Foundation, instituição filantrópica mantida pelo criador da Microsoft,  apresentou 11 questões onde a humanidade avançou consideravelmente nos últimos 25 anos.

Intitulado “Goalkeepers: The Stories Behind the Data”, o estudo revela o quão longe os funcionários da saúde pública chegaram na luta contra doenças infecciosas e a pobreza. Aqui estão algumas das maiores vitórias da humanidade nos últimos 25 anos.

Bill e Melinda Gates

Mortalidade Infantil

Desde 1990, mais de 100 milhões de crianças até 5 anos foram salvas. A taxa de mortalidade caiu de 85 mortes a cada 1 mil nascidos para apenas 38. “A chave para manter esse ritmo é investir em infraestrutura básica”, diz o relatório.

 

Mortes durante partos

Ao longo dos últimos 25 anos, as mulheres começaram a dar à luz em hospitais e instalações de saúde com mais frequência do que em casa. O maior benefício: as taxas de mortalidade durante partos caíram de 275 mortes a cada 100 mil nascidos em 1990 para 179 mortes em 2016. “O cuidado qualificado é fundamental para salvar a vida das mães durante o parto, de modo que os países devem certificar-se de que suas instalações são totalmente adequadas”.

Planejamento familiar

Uma das mais fortes defesas contra a disseminação de doenças sexualmente transmissíveis é a prevenção. Entre 1990 e 2016, a Gates Foundation observou um aumento de 68% para 76% de mulheres em idade reprodutiva que têm suas necessidades de planejamento familiar atendidas com os métodos de contracepção modernos.

HIV

As taxas de infecção do vírus da AIDS caíram de 0,60 mortes a cada 1 mil pessoas no final da década de 90 para 0,25 em 2016. No relatório, entretanto, Bill Gates expressa alguma preocupação acerca dos investimentos que estão sendo feitos para prevenir a doença. Como os índices abaixaram, ele acredita que o afrouxamento do combate pode ser catalisador para um novo “boom” da AIDS. Segundo ele, isso é uma “perspectiva assustadora”.

Malformação congénita

Ao longo dos últimos 25 anos, houve um declínio modesto nos casos de malformação congénita – uma condição em que recém-nascidos não possuem partes do corpo completamente formadas. As taxas caíram de 36% em 1990 para 26% em 2016.

Pobreza

O Banco Mundial definiu que aqueles que vivem com menos de US$ 1,90/dia estão na linha da pobreza. A Gates Foundation descobriu que as taxas diminuíram consideravelmente ao longo das últimas décadas, passando de 35% em 1990 para 9% em 2016. “Em última análise, o objetivo é acabar com a pobreza em todas as suas formas, o que é mais ambicioso do que simplesmente garantir um salário sobre o qual as pessoas podem subsistir. Isso significa, como diz o comunicado da missão da nossa fundação, que todas as pessoas podem liderar uma vida saudável e produtiva”.

Tabagismo

As taxas de tabagismo não diminuíram apenas entre adolescentes e adultos nos EUA nas últimas décadas; elas caíram em todo o mundo entre quase todas as faixas etárias. Os índices caíram de 22% para 16% entre 1990 e 2016.

Saneamento

Nos últimos 25 anos, a porcentagem de pessoas que vivem em condições de saneamento deplorável caiu de 57% para 33%.  A Gates Foundation contribuiu para a tendência, através do investimento em pesquisas para transformar águas residuais em potáveis.

Serviços financeiros

Empoderar as pessoas para tomarem suas próprias decisões de compra é crucial para ajudá-las a escapar da pobreza, de acordo com o relatório. Nas últimas décadas, vários países em desenvolvimento começaram a oferecer à população serviços financeiros. As taxas de adultos com contas bancárias passaram de 37% em 1990 para 65% em 2016.

Doenças negligenciadas

Há uma série de doenças negligenciadas que afetam 1,6 bilhão de pessoas. Essas recebem muito menos recursos e são mais difíceis de erradicar, devido ao fato de se espalharem mais rapidamente do que doenças comuns. Exemplos são a dengue e a raiva. As taxas de infecção de doenças tropicais caíram de 47 mil casos a cada 100 mil pessoas em 1990 para 27 mil casos em 2016.

Vacinas

A Gates Foundation nominou a onda de vacinação generalizada como “uma das histórias de saúde pública mais impressionantes da humanidade”. Desde 1990, a proporção de pessoas cobertas pelas oito principais vacinas passou de 73% para 89%.

Fontes: StartSe | Business Insider

Artigo Anterior Hospital do Câncer Governador Marcelo Déda: obra já consumiu R$ 1,8 milhão
Próximo Artigo As mais lidas da semana