Home / Saúde Online / A Revista Full Energy traz a história, os investimentos e os novos projetos da Hidrelétrica de Furnas, que completa 60 anos

A Revista Full Energy traz a história, os investimentos e os novos projetos da Hidrelétrica de Furnas, que completa 60 anos

 

Como se manter jovem e atualizada mesmo aos 60 anos? Este é o segredo de Furnas, a primeira hidrelétrica de grande porte construída no Brasil. A partir de uma entrevista com Ricardo Medeiros, diretor-presidente da companhia, a Revista Full Energy deste mês apresenta a história da hidrelétrica, seus investimentos e novos projetos e as ações de sustentabilidade da empresa.

O Brasil tem explorado o seu potencial hidrelétrico há décadas para suprir a maior parte da demanda elétrica nacional. Estratégia que ganhou corpo exatamente com a inauguração de Furnas. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a fonte hidrelétrica hoje ocupa 61,4% da matriz elétrica nacional (93,8 GW).

Mas outro modelo de geração hidrelétrica tende a crescer a passos largos no país, principalmente com a dificuldade de implantação de novos grandes projetos hidrelétricos: são as Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e as Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs). As pequenas geradoras hidrelétricas, que ainda têm um grande potencial a ser descoberto no país, representam 5% da matriz, como destaca matéria especial desta edição da revista.

A publicação também traz um foco especial nas energias renováveis modernas: as energias eólica, solar e da biomassa. Estas três fontes citadas têm um potencial imensurável de avanço no Brasil. E mais do que potencial, elas já são realidade e caminham a passos largos.  A biomassa ocupa o segundo lugar da matriz elétrica brasileira, com 9,1%, e a energia eólica vem em terceiro, com 7,3%. Além disso, tudo indica que a energia solar vai ganhar uma importância crescente na geração elétrica do país, devendo em breve figurar entre as principais fontes da matriz.

Exemplos do protagonismo destas fontes podem ser percebidos em eventos que ocorrem pelo país afora. Em maio, a feira Enersolar, em São Paulo, – que foi coberta pela Full Energy – teve ruas abarrotadas por profissionais interessados em conhecer mais a tecnologia, adquirir equipamentos e buscar oportunidades. E outras feiras do segmento solar vão movimentar a cadeia nos próximos meses.

Já um Encontro de Negócios da cadeia da energia eólica reuniu inúmeros especialistas e empresários do setor em 1º de junho que apresentaram o quanto cresceu este setor nos últimos anos. Também analisaram a necessidade de políticas adequadas na área, de modo a garantir a “saúde” do setor, que já emprega milhares de pessoas pelo país afora por uma cadeia composta por mais de mil empresas.

Já os preparativos para mais uma edição da Fenasucro & Agrocana, maior feira voltada ao setor sucroenergético mundial, estão na reta final. A expectativa do segmento da biomassa, especialmente da biomassa oriunda da cana, é que a feira deste ano comprove que a crise ficou para trás. E que chegou a hora de investir, sonhando com voos mais altos.

Para conferir a edição deste mês da Full Energy, acesse:  http://fullenergy.grupomidia.com.

Sobre

Veja também

Telemedicina no Sul do país, nova superintendência do HAOC e Santa Joana conquista JCI são os destaques do Direto da Redação

  O Direto da Redação traz os seguintes destaques da semana: Hospital e Maternidade Santa …