Assinada ordem de serviço que autoriza início da construção do Hospital do Câncer de Sergipe


O tratamento oncológico de Sergipe irá receber um investimento de mais de R$ 59 milhões para melhor atender a população. O governador Jackson Barreto assinou, no dia 16 de fevereiro, ordem de serviço autorizando o início das obras de construção das instalações físicas do Hospital Especializado em Câncer Governador Marcelo Déda Chagas.

Este é o segundo passo para concretizar a implantação do Hospital do Câncer. O primeiro teve início em 2014, com a realização das obras de terraplenagem do terreno onde se instalará a unidade. Os serviços foram concluídos e tiveram um investimento total de mais de R$ 14 milhões, oriundos do Proinveste. A primeira fase da licitação, que envolve lançamento do edital e análise da documentação apresentada pelas empresas concorrentes, ocorreu em junho do ano passado.

A unidade hospitalar irá possibilitar uma melhoria significativa para os pacientes oncológicos em Sergipe, ampliando o número de leitos e a capacidade de atendimento, hoje sob a responsabilidade do Centro de Oncologia do Hospital de Urgência (Huse).

O Hospital Especializado em Câncer contará com 26 mil m² de área construída e cinco pavimentos. No espaço, serão disponibilizados 170 leitos, sendo 120 leitos adultos, 30 infantis e mais 20 de UTI (10 adultos e 10 pediátricos). São três andares destinados a internamento, dois para adultos e um para crianças (com espaços lúdicos e brinquedotecas). Além disso, a unidade contará com seis centros cirúrgicos. Para quimioterapia, serão 25 poltronas para os adultos e 14 para as crianças.

O Hospital do Câncer terá, ainda, unidades de emergência, de fisioterapia, ambulatorial e laboratorial, centro de tecnologia para transplante de medula, dois aceleradores lineares, dois bunkers e radioterapia, braquiterapia, ressonância magnética, unidades de cintilografia e mamografia, tomógrafo e radiografia.

Estrutura

O acesso à unidade será pavimentado e o estacionamento contará com 560 vagas para carros, 120 vagas para motos, 15 vagas para pessoas com deficiência e cinco vagas para táxis. O prédio terá, também, um auditório com capacidade para 110 pessoas, unidade de ensino e pesquisa, cozinha industrial e refeitório com capacidade para 130 pessoas, almoxarifado e central de abastecimento farmacêutico.

Para suprir o hospital da infraestrutura necessária para seu funcionamento, será implantada uma rede de distribuição de água com dois reservatórios com capacidade total para 700 mil litros. Será instalada uma subestação de energia, além de sistemas de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA), sistema de prevenção e combate a incêndio e circuito fechado de televisão.

Ao fim da construção das instalações físicas, o Governo do Estado efetuará a aquisição dos equipamentos. A Secretaria da Saúde estima que será necessário um investimento de mais de R$ 51 milhões e já começa a viabilizar os recursos para equipamentos e custeio, que poderão vir através do Proredes ou de outra de forma de captação junto ao Ministério da Saúde.

Ao final, computando-se projeto, terraplanagem, construção e equipamentos, o Hospital Especializado em Câncer Governador Marcelo Déda Chagas corresponderá a um investimento de aproximadamente R$ 130 milhões.

Outras ações

Paralelo à construção do Hospital Especializado em Câncer, a gestão estadual já atua para oferecer tratamento oncológico à população, a exemplo da construção da nova unidade de radioterapia no Hospital de Urgências de Sergipe. O novo bunker abrigará o segundo acelerador linear do Centro Oncológico Oswaldo Leite e segue dentro do cronograma determinado pelo Ministério da Saúde, órgão federal responsável pela obra e aquisição do equipamento do Plano Nacional de Expansão da Radioterapia. O investimento é de R$ 2 milhões.

Anterior A biomassa é responsável por quase 9% da produção elétrica nacional
Próximo Hospital Alemão Oswaldo Cruz promove evento gratuito com importantes nomes da cirurgia torácica do país

Sem Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *