Área hospitalar adere à tecnologia da certificação digital


Com operações cada vez mais baseadas em tecnologia da informação, o sistema de saúde vem adotando cada vez mais a certificação digital, que ganha espaço também junto a profissionais de saúde e prestadores de serviço. Muito desse avanço é dado pela crescente percepção junto aos agentes do ramo das facilidades, bem como da racionalização do consumo de insumos e do nível de segurança proporcionado pela ferramenta no universo virtual.

É cada vez mais comum, profissionais de saúde atuarem em mais de um hospital ou consultório e com o recurso da certificação, esses profissionais conseguem otimizar seu tempo, dar maior celeridade em seus processos e trafegar documentos, como prontuários eletrônicos de pacientes, receitas médicas e laudos de exames de forma digital, sem que haja necessidade de deslocamentos, de maneira legal e com o mesmo respaldo jurídico de uma assinatura feita de próprio punho.

“A certificação digital garante ao paciente e ao sistema de saúde que foi um profissional habilitado quem realizou o procedimento; ao médico que somente ele pode agir em seu próprio nome; e ao hospital que os profissionais certos estão realizando os procedimentos como devem ser feitos, devidamente registrados no sistema”, explica o CEO da Soluti, Michel Medeiros.

De acordo com Medeiros, a demanda por esse tipo de tecnologia vem aumentando, nos últimos meses. Anteriormente as entidades de saúde postergavam a adoção dessa tecnologia devido aos problemas que haviam com a certificação, como a quantidade de tokens usados pelos médicos ou até mesmo o alto investimento em parque tecnológico para hospedar esse recurso.

De olho no potencial deste mercado a empresa firmou uma parceria com a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) e a Associação Paulista de Medicina (APM) para fornecer certificação digital aos profissionais da área de saúde, que poderão usar a plataforma multidispositivos de assinatura digital no modelo serviço Certillion Vault para assinatura digital de documentos em diferentes sistemas de gestão clínioca e administrativa, como o Tasy, por exemplo.

Sssa solução faz a custódia dos certificados digitais em HSMs e disponibiliza para uma oferta de assinatura como serviço em nuvem. O uso também pode ser feito pela equipe de enfermagem e gestores hospitalares. ”Essa é a única ferramenta com sistema mobile que permite visualizar no próprio celular os arquivos a serem assinados digitalmente”, completa Medeiros.

Anterior Hospital Colônia Adauto Botelho (PR) tem novas instalações elétricas e hidrossanitárias
Próximo Hospital e Maternidade São Cristóvão promove seu 1º Curso de Pós-Graduação em Acupuntura

Sem Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *