Governo solicita crédito suplementar de R$ 1,7 bilhão para assistência hospitalar


Brasília, 15 de Julho de 2015. Reunião da Bancada do Paraná no Congresso Nacional. Na foto o Deputado Ricardo Barros. Foto: Wenderson Araujo/Gazeta do Povo

Medida foi encaminhada ao Congresso para ações de assistência ambulatorial e hospitalar e deve ser votada até novembro

O governo federal encaminhou pedido ao Congresso de um crédito suplementar de R$ 1,7 bilhão para as ações de assistência ambulatorial e hospitalar em todo o País.

O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, sexta-feira (7), durante a abertura do Fórum Summit Brasil 2016, em São Paulo (SP). A medida, endossada pelo presidente da República, Michel Temer, tem como objetivo cumprir os compromissos do Ministério da Saúde com o bloco de Média e Alta Complexidade.

“A aprovação do crédito é importante para equilibrar o orçamento da pasta. Todos os anos, a fatura de dezembro ficava para ser paga em janeiro. Liquidar este compromisso em dia é uma prioridade da minha gestão. Isso trará tranquilidade para os prestadores de serviços”, ressalta o ministro Ricardo Barros.

O Projeto de Lei 22/2016 – CN será analisado pela Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização do Congresso Nacional (CMO). A previsão é que até 1º de novembro o parecer seja apresentado para votação no Congresso Nacional.

Com a aprovação dessa iniciativa, será a primeira vez em três anos que o bloco de Média e Alta Complexidade, que engloba internação, cirurgias, exames, entre outros procedimentos, terá orçamento para pagamento integral das ações para os estados e municípios.

Anterior Postos de saúde no País devem adotar prontuário eletrônico em até 60 dias
Próximo Postos de saúde no país devem adotar prontuário eletrônico em até 60 dias

Sem Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *